O QUE É SISTEMA PUXADO DE PRODUÇÃO?

tudo sobre lean
TUDO SOBRE LEAN
25 de julho de 2019
Capa vantagens sistema erp
VANTAGENS SISTEMA ERP PARA CONTROLE DE ESTOQUE
25 de julho de 2019
Show all

O QUE É SISTEMA PUXADO DE PRODUÇÃO?

CAPA SISTEMA PRODUÇÃO PUXADA

O QUE É SISTEMA PUXADO DE PRODUÇÃO?

Quer saber os detalhes e benefícios do sistema puxado de produção? Esse é um dos princípios de fabricação enxuta mais utilizado para reduzir o desperdício nos processos de produção.

Imagine que você possui seu bilhete único em mãos, porém ele está vazio. Para pegar o metrô, é necessário recarregar o bilhete. Ao fazer isso, você já está dentro de um sistema baseado em um determinado comando. 

Isto é: você consome quanto precisa, no momento certo. Deixemos as viagens de lado, afinal, o metrô anda muito lotado.

O estoque é um dos sete tipos de maior desperdício no sistema puxado de produção, Se possuir muito, o sistema fica lento, efeitos negativos e custos altos. Então, vamos explorar o sistema puxado de produção?

O que é o Sistema Puxado de Produção?

O que é sistema de produção puxada?

A técnica Lean é usada para reduzir o desperdício nos processos de produção. Desta forma, a aplicação permite que você inicie a produção perante o pedido da demanda do cliente. Assim, é possível reduzir e otimizar os custos de armazenamento. 

O sistema puxado de produção é usado para controlar quando começar a produzir determinada coisa. De qualquer forma, você precisa ter essa capacidade suficiente para a produção. 

A essência do sistema puxado de produção é definir um limite claro no trabalho em andamento. Dentro do estoque, possuir em excesso pode ser tão ruim quanto pouco. Afinal, vivemos de equilíbrio, não é mesmo?

+ GERENCIAMENTO ENXUTO?! TUDO SOBRE LEAN!

E, por que sistema puxado invés de empurrado?

sISTEMA PUXADO vs EMPURRADO

Desde 1940, um dos princípios da fabricação Lean é o sistema enxuto, no qual tem o intuito de criar um fluxo de trabalho contínuo na produção. 

Abandone as previsões e produza em tempo real. Dessa forma, você só se preocupa com as atividades que eliminam desperdício na produção, sendo que seus resultados serão de entregar o trabalho a tempo.

Portanto, a estratégia de empurrar é efetivada no fluxo de demanda antecipada, que pode vir a não corresponder à realidade. Assim, surgiu o Just in time, que se trata de um modelo de produção que atende as demandas reais e evita as estratégias de overstocking e push. 

No JIT, um item só deve estar em andamento se houver demanda por ele. E, se aumentar, a produção é demandada conforme o pedido.

Geralmente, as despesas de estoque ou atrasos custam cerca de 30% a 65% do valor da mercadoria. Devido a isso, a redução é necessária, sendo que qualquer sistema possui flutuações. E, cortar estoque nem de longe é a solução. Portanto, o sistema puxado é uma das maneiras de redução de estoque.

Vantagens de usar o puxado

vANTAGENS DO SISTEMA DE PRODUÇÃO PUXADA

O sistema puxado de produção permite que a equipe se concentre em um único item de trabalho por vez, ao invés de efetuarem diversas tarefas. Sendo assim, o sistema permite:

  • Maior adaptação às mudanças nos processos
  • Possui a capacidade ideal da equipe
  • Trabalhos mais rápidos
  • Redução de desperdício
  • Aumento da produtividade
  • Fluxo eficiência

Fora isso, o sistema puxado permite que você preveja o trabalho futuro, colete os dados do fluxo de trabalho e o tempo médio do ciclo das tarefas.

Como gerenciar o sistema puxado

O método é muito simples: o sistema é baseado numa média selecionada pelo usuário – previsão, histórico, combinação e período – para o intervalo de tempo de ciclo e o buffer de variabilidade calculado no nível de serviço.

Porém, pode ser preciso quebrar o gerenciamento em partes menores, já que as linhas de fluxo que trabalham com peças individuais, assim como as automotivas, talvez não sejam tão eficazes ao conectar dois processos com linhas de fluxo.

Empurrar ou puxar, na verdade, não tem nada a ver com a direção da informação ou fluxo de material, sendo o limite no trabalho em andamento o que realmente faz diferença.

Para gerenciar o fluxo de trabalho, o sistema puxado permite que os trabalhadores executem as tarefas conforme a necessidade. Portanto, para alcançar os altos níveis de produtividade e eficiência do sistema puxado será necessário:

Aplicar sinais de puxar

A primeira coisa a se fazer é criar um fluxo de trabalho visual, seja manual ou através do uso de software. Assim, todas as informações são rastreadas e você consegue visualizar o trabalho como um todo e capturar todos os sinais. 

A técnica utilizada nesta etapa é o uso do Kanban, nos quais os cartões, tipo post-it, são inseridos em um quadro com colunas. Portanto, esse método é muito famoso e usado por diversas empresas.

Controlar o sistema puxado de produção

Depois do visual, é necessário controlar e limitar o seu trabalho em andamento, denominado WIP. Portanto, essa é uma das práticas comuns do método Kanban, um sistema de tração generalizado. 

Por exemplo: caso seu fluxo seja dividido em estágios diferentes, ao limitar o trabalho em andamento de cada estágio, você é capaz de criar um fluxo suave e identificar problemas. 

Dessa forma, ao criar um modelo de tarefa, não significa que sua equipe não vai usar a sua total capacidade, mas sim que você vai organizar os processos e produzir conforme o ritmo certo.

A verdade é que executar diversas tarefas não nos faz concluir mais tarefas, mas limitar o WIP permite que os membros executem tarefas individuais até a conclusão. Assim também, otimizada é a rapidez na entrega de cada trabalho.

Talvez, pode ser que limitar o trabalho em andamento não seja suficiente para construir a sustentabilidade no sistema. Porém, será necessário limitar o tempo que um único item pode levar para ser produzido.

O limite pode variar conforme o tamanho da tarefa, sendo que algumas tarefas podem gastar muito tempo e reduzir a eficiência do fluxo. Sendo assim, a variabilidade em geral, não apenas o processo, e o tamanho do lote são as duas alavancas para reduzir o estoque.

Entretanto, se estes fatores forem soltos, você ainda pode estabelecer o sistema puxado de produção, porém precisará de mais inventário, ou seja, seu limite WIP deve ser maior. 

Agora, onde usar o sistema puxado de produção?

Aonde usar a produção puxada?

O sistema puxado de produção torna os sistemas mais estáveis e robustos, sendo possível utilizar em qualquer tipo de produção. Na verdade, pode ser usado até fora da indústria.

Indústria, desenvolvimento ou saúde, inclusive empresas globais, de ponta a ponta. Portanto, o importante é que você controle o número de peças ou tarefas

Na fabricação, as peças chegam perante a encomenda, mas sem a ordem, você não tem peças. Desta forma, você pode limitar conforme atingir o estoque máximo e não produzir mais além disso. 

Porém, não é qualquer sistema que possui essa capacidade. Afinal, se você trabalha no varejo, o cliente vem sempre e não é nada produtivo e muito menos lucrativo perder clientes ou limitá-los com suas vendas escassas. Evidentemente, essa não seria uma boa prática. 

E, se você não pode controlar as suas demandas, então deve ser mais flexível. De qualquer forma, se você conseguir controlar, pode estabelecer o sistema puxado.

Dúvidas, sugestões e qualquer coisa que você esteja pensando. Compartilhe nas suas redes sociais e ajude seus amigos! 🙂 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *